Mais do que praias, o que fazer em Florianópolis – Centro de Floripa

Queridos viajantes, venho atualizar as minhas partilhas de Florianópolis, a capital do estado de Santa Catarina – Brasil. Na primeira publicação, “Ilha da Magia – Floripa“, conto-vos um pouco sobre a ilha, a sua origem, algumas lendas e as famosas praias.

Porém, Floripa não é só praia. Tem muita coisa histórica e cultural por ver. Então vamos começar pelo centrinho:

Mercado Público

A probabilidade de terem chegado ao centro da cidade de autocarro ou de uber é muita, por isso começamos por aqui, visto que estarão praticamente na frente do famoso edifício amarelinho.

O Mercado Público é um local cheio de gastronomia, peixaria, produtos alimentares típicos, lojinhas de roupas e calçados e produtos artesanais. Conta com duas alas, Norte e Sul e são separadas por um vão que está repleto de cadeiras e mesas onde as pessoas sentam-se para comer e conversar. O famoso Box 32 (localizado no box 4, atulmente) servem ostras fresquinhas e pastéis de camarão mega recheados.

O local terminou de ser construído em 1851, após 4 anos de obras depois de uma promessa de D.Pedro II de melhorar a aparência da cidade. Mas ainda antes disso, desde o século XVII, muitos eram os vendedores que dirigiam-se para o local e posicionavam-se exatamente da mesma maneira que foi construído o mercado para venderem os seus produtos. Interessante, não acham?

mercado publico.png

Largo da Alfândega 

Depois de passearem pelo mercado, à saída estarão em frente ao Largo da Alfândega, um local repleto de artistas de rua, de pintores e, infelizmente, de alguns mendigos também.

Acontecem aqui algumas feirinhas, com produtos típicos e eu compro sempre lá coisas, melado, queijos, doce de leite (não têm nada a ver com os de Portugal), entre outras coisas…

Palácio Cruz e Sousa

Este local, antigo Palácio Rosado, é, desde 1986, o Museu Histórico de Santa Catarina.  Situado em frente à praça XV, foi construído no século XVIII mas só em 1894 é que começou a ganhar as formas arquitetônicas que hoje tem.

Abre de Terça a Domingo, das 10h às 18h. A entrada aos Domingos é gratuita e nos restantes dias custa 5R$. O valor é irrisório mas acho que a visita compensa, afinal é sempre um lugar cultural (o que falta em algumas cidades brasileiras).

img_52031.JPG

Praça XV de Novembro

Também conhecida por Praça XV ou Praça da Figueira, é o local onde foi fundada a cidade. O jardim da praça só foi construído em 1885 e nesse período era chamado de “Largo da Matriz” por ser situado em frente à Catedral.

É considerado o local mais importante de Floripa, um ponto de paragem obrigatório, pois é aqui que se encontra a velha figueira centenária, conhecida por todo o Brasil – o seu “nascimento” é de 1871.

O local é também alvo de apresentações de escolas de Samba, comemorações de Natal e Carnaval e ainda apresentações de escolas. Infelizmente também é muito comum encontrar mendigos e por isso exige um cuidado redobrado.

praça XV.png

Catedral Metropolitana

Inicialmente era uma pequena igreja, construída em 1675 pelo bandeirante Francisco Dias Velho em homenagem à padroeira Nossa Senhora do Desterro. A construção que hoje vemos foi resultado de ampliações que iniciaram-se em 1748.

É possível visita-la, gratuitamente, de segunda a sexta das 6h15 às 20h. Aos sábados das 8h às 12h e das 14h às 20h e aos domingos das 7h às 12h e das 16h às 21h. E, ainda, nos feriados  das 6h15 às 12h e das 16h às 20h.

img_52698.jpg

Mirante da ponte Hercílio Luz

A ponte Hercílio Luz foi a primeira ligação entre o continente e a ilha, foi utilizada frequentemente até 1982 e nessa altura foi fechada devido à deterioração de uma das suas barras. Em 1988, reabriram apenas para uso de pedestres e bicicletas mas voltou a ser encerrada em 1991. Desde então são várias as promessas de reforma que estão sempre a adiar.

Não sei se sabem, mas eu nasci em Florianópolis e vivi lá até aos meus 7 anos e desde sempre que ouço diversas datas para a abertura da mesma. Em 2017 ouvi que a ponte iria abrir em Dezembro de 2018, entretanto já mudaram para 2019, vamos aguardar pelas cenas dos próximos capítulos………..

Bom, de qualquer forma, irão vê-la de algum lugar. Existem alguns miradouros ou então das próprias Avenidas Beira-Mar (ilha e Estreito – lado terra). Mas, o  famoso Mirante da ponte fica na ilha, na praça da Luz (Rua Jornalista Assis Chateaubriand, Centro) e é um local giro para dar uma voltinha, uns pilares bonitos em branco e azul e a ponte ao fundo.

ponte hercilio luz

Avenida da Beira Mar Norte

Por fim e não menos importante, devem fazer um passeio pela avenida beira-mar. Conhecida como a copacabana catarinense e sou capaz de dizer que é um dos meus lugares preferidos, talvez por recordar muito os passeios de infância.

É alvo de diversas famílias e turistas, principalmente durante o fim de semana, que vão passear, andar de bicicleta, praticar exercícios físicos e entre outras coisas. Há também algumas feiras, algumas festas e outros eventos culturais (é uma questão de ficarem atentos ao calendário).

beira mar.png

E, assim, termino a última publicação de locais a visitar na cidade de Florianópolis, a tão conhecida Ilha da Magia e que muitos poucos “internacionais” conhecem.

Espero ter despertado o gostinho da curiosidade e que visitem a cidade em breve.

Boas Viagens!!

Se ainda não tiverem estadia em Florianópolis, consultem o Booking.

Confiram também as outras publicações da cidade.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s