A imperdível Blue Lagoon

Viajantes, sei que muitos de vós têm acompanhado a minha aventura na Terra do Gelo via instagram mas hoje estreio no blog a primeira publicação sobre a Islândia.

Decidi começar com um dos passeios que na minha opinião foi a melhor experiência até hoje, neste pequenino país (apenas fisicamente) com uma imensidão de paisagens inesquecíveis e não só.

napelomundo blue lagoon

A Blue Lagoon (Bláa lónið) foi construída em 1992, após descobrirem que os resíduos deixados pela produção de energia de uma central elétrica, a água azul clarinha e a lama branca rica em minerais, faziam muito bem à pele e inclusíve curavam doenças como a psoríase. A lagoa azul conta com água que ronda temperaturas entre os 37ºC e os 43ºC e o seu fundo nada mais é que aquela lama residual. Em pouquíssimo tempo tornou-se um dos principais pontos turísticos da Islândia e atualmente é necessário marcar hora e comprar o bilhete com bastante antecedência no site (eu comprei 3 semanas antes e já foi muito díficil encontrar horários que me agradassem).

As principais informações:

  • Existem vários packs à escolha, mas o Standart foi o suficiente para mim. Inclui a entrada e a máscara de sílica, os condicionadores e o gel de banho dos balnearios. Se tiverem alguma sorte, talvez até consigam um robezinho sem pagarem nada (mas isto cá entre nós).
  • Ponham muito, mas muito condicionador no cabelo. Mesmo após o uso do condicionador e de 3 lavagens, o meu cabelo continuou muito seco.
  • Não deixem de usar a máscara de sílica, pois proporciona uma boa hidratação à nossa pele e deixa-a super macia.
  • Se são amantes do nascer ou do pôr do sol, como eu, tentem marcar a essa hora. Apesar de ser sempre um tiro no escuro, pois não sabemos como estará o tempo nesse dia (eu, por exemplo, não tive sorte).
  • Aproveitem o máximo que conseguirem (eu estive lá 4h30 mas se preferirem podem passar o dia todo) e vejam cada recanto da lagoa. Várias pontes, locais onde se vê rocha com neve, cascata de água, mask bar e até mesmo uma mini gruta.
  • Por fim e o mais importante, há uma entrada que dá diretamente para a piscina, mas a verdadeira experiência é sair no frio de 1ºC/2ºC (claro que isso depende da hora e altura do ano), correr/andar até à piscina e depois sentir a água quente a aquecer-nos o corpo e a alma. A seguir a isso, relaxem e disfrutem da mais bela experiência possível.

blue lagoon ná.JPG

E por aí? Já alguém foi até à Blue Lagoon ou tem curiosidade para viver esta experiência? Podem acompanhar toda a minha aventura na Islândia aqui no blog e no meu instagram.

Boas Viagens!!!!

2 Comments Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s