Setenil de Las Bodegas

Olá queridos viajantes, quem por aí acompanhou, no instagram, a minha pequenina road trip pelo sul de Espanha? Pois bem, a meio do mês de Junho, de última hora, decidi embarcar numa aventura de carro e levei a minha patuda, yuki. Hoje começo a partilhar convosco esta aventura.

A primeira paragem foi em Setenil de Las Bodegas, uma vilazinha incrível e que descobri através dos Tworistas (que também fizeram uma road trip pelo sul de Espanha, mas um pouco diferente da minha).

A vila, por ser pequena, é de fácil visita. Cerca de 3h são suficientes para visitar o local e têm pontos principais, miradouros para a vila branca e ruas com maior presença das rochas. Há outras ruas também muito pitorescas, por isso uma caminhada por tudo é uma ótima ideia.

Este vilarejo que faz parte da rota dos Pueblos Blancos tem apenas 82 km², conta com cerca de 3000 habitantes e é marcada pela originalidade das suas construções. São casas construídas entre e por baixo de rochas que sofreram erosão do rio – atualmente já quase não existe e está muito desleixado. As rochas não foram escavadas, foram reaproveitadas… ao invés de uma parede ou de um teto, utilizam a rocha que sofreu erosão. E é devido a isso que os ambientes têm o denominado “micro-clima”, durante o inverno são quentes e durante o verão são frescas.

Estes são os locais de maior relevância:

  • Cuevas del Sol y de La Sombra

Nesta zona encontram também alguns bares e restaurantes, onde poderão “tapear” ou jantar. Não se assustem se por volta das 19h/20h estiver tudo vazio, pois os espanhóis têm hábito de jantar mais tarde. Na hora que fui, por volta das 21h30 , já não havia mesas e acabei por ficar num local que não havia tapas, apenas doses para compartilhar (que dá quase ao mesmo).

  • Calle (Rua) Herrería
  • Miradour Compañia “Mar Océano”
  • Miradouro no topo, fora das muralhas

Perdoem-me, mas não me lembro do nome deste miradouro e já tentei procurar na Internet… sem sucesso!!

E é isto aventureiros. Há alguém por aí que já visitou este local?

Algures pela vila também podemos ler, numa placa informativa, que os próprios cidadãos não sabem como surgiu a ideia de fazerem essas construções, mas que são gratos pela experiência que vivem até hoje. E também nós, turistas, somos gratos por este tesourinho no mundo.

Boaa Viagem!!


 Não se esqueçam de me seguir no Instagram e no Facebook para acompanharem as minhas aventuras pelo mundo! E se gostaste deste artigo, não deixes de o partilhar e de comentar aqui a baixo. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s